Às cinco e oito da tarde…

Categories Estou noiva... E agora?

Fui desafiada pela Intimissimi para reviver e partilhar convosco momentos especiais da minha vida e desta fase que estou a viver! Estou noiva! Nesta primeira partilha recordo um dia que ficará para sempre marcado na minha vida…

No dia cinco do mês oito, às cinco e oito da tarde…

É difícil encontrar palavras que sejam capazes de definir o que senti. A Fontana di Trevi estava linda – como sempre. A beleza emociona-me, faz-me pensar na imensa sorte que tenho em poder beber dessa beleza, em poder vivê-la! Apesar das centenas de pessoas que tínhamos  à volta fomos transportados para uma realidade só nossa! Eu, ele, o nosso amor e a Fontana di Trevi! Estava feliz, estávamos em Roma, juntos. A caminho da Fontana rimos, dançámos nas ruas, cantei, bem alto, sem me importar, gritei “Amo-te” para que o Mundo ouvisse e as imensas estruturas e esculturas de pedra abanassem! Ali, eu, ele e o nosso amor….bastava! Era impossível dizer-lhe o que estava a sentir…as palavras não têm letras suficientes.

Conseguimos chegar à Fontana e sentei-me junto da fonte – apesar das centenas de pessoas não foi difícil – fechei os olhos e – esta parte vocês já conhecem – pedi um desejo. Quando abri os olhos o Daniel estava diante de mim, de joelhos, a pedir-me em casamento, a dizer que queria a vida ao meu lado. Chorei. Eu acredito no amor para a vida. “Sim”, “sim”, “Amo-te tudo, com tudo e quero casar-me contigo”. Naquele instante o tempo parou e vivi um dos momentos mais bonitos da minha vida!

Eu acredito no amor, no amor que envelhece junto, que é feito de amizade, paixão, admiração, respeito! Eu acredito no amor que cresce junto, que se fortalece a cada nova etapa, que dá pelo prazer de dar, pelo prazer de ver o outro feliz! Eu acredito no amor que não precisa de palavras mas que também não tem medo delas! Eu acredito no amor que não passa com o tempo! Eu acredito no amor! É tão bom amar!

Quem estava à nossa volta sorria…eu naquele instante era menina e mulher! Hoje fecho os olhos e sinto-me como se estivesse lá, sinto a mão dele a agarrar na minha, o abraço quente e o beijo terno e doce! A vida não é um conto de fadas mas há capítulos que o podem ser e cada um, à sua maneira, pode viver o seu conto de fadas. São momentos, instantes, dias, minutos. Neste dia, aos oito minutos das cinco da tarde eu vivi um conto de fadas!

Shares 9K

3 thoughts on “Às cinco e oito da tarde…

  1. Lindo vcx merecem toda a felicidade do mundo… Vcx são um casal único magnifico a vossa cumplicidade adoro os 2.. Adoro o jeito genuíno de ser da Andrei. A inteligência do Daniel e tudo tão giro sou fã de vcx os dois e torço pra que sejam felizes pRa sempre bjinhos no 💗💗💗

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *