E as flores? Num casamento não pode faltar Flores!

Categories Estou noiva... E agora?

Hoje vou apresentar-vos uma pessoa fantástica, não só porque tem um enorme bom gosto mas também porque deposita paixão e amor naquilo que faz. Num dia como o do nosso casamento, devemos estar rodeados de projectos feitos com amor e de pessoas como a Marta Ferraz, da FLOW. Flores é com ela!

Dicas essenciais da Marta:

– O casamento divide-se em 3 grandes partes, que devem estar interligadas:

  1. Flores pessoais – tudo aquilo que entra com a noiva – bouquets, meninos das alianças, padrinhos…
  2. Tudo o que tem haver com a cerimónia.
  3. Tudo o que tem haver com o copo de água.

– É importante adequar as flores tanto à noiva, como à cerimónia e ao espaço.

– O vestido escolhido é um dos principais fatores que devem influenciar a escolha do bouquet.

– A escolha do formato do bouquet deve ser feita em função do vestido.

– Ter atenção à silhueta da noiva. É importante saber as medidas de modo a conjugá-las com o tamanho e a forma do bouquet, pormenores como a forma como as flores caem ou o tamanho das flores é essencial…. Desta forma criamos harmonia entre as flores e o vestido.

– As fitas! Com um bouquet com fitas, o olhar das pessoas tem tendência a ser atraído para baixo, portanto as fitas devem ter uma certa medida para não alterar a forma do corpo da noiva. As fitas caídas no bouquet devem ser utilizadas idealmente quando a noiva é minimamente alta, senão “encurtam” as pernas.

– Definindo um tema à volta do bouquet, as restantes flores deviam ser todas na mesma linha, desde a lapela do Daniel às meninas das alianças.

 

E em relação ao banquete, o que pode condicionar a decoração? Optamos por uma decoração com flores mais rica ou mais simples?

 Primeiro há que pensar se é almoço ou jantar. O jantar é sempre mais elaborado.

– Tem de ser ter em atenção o local, as toalhas e toda a paleta de cores interior.

– É essencial pensar na decoração como um todo e não como um somatório de partes.

 O que encarece um bouquet?

– Há dois fatores que encarecem um bouquet: a altura do ano em que é o casamento e as flores que são escolhidas, por exemplo, se uma noiva quiser peónias no verão o ramo sai a um preço, se outra noiva as quiser em Dezembro já é um preço diferente, depende muito do época de floração e a distância que percorrem até ao destino.

– É essencial ter um valor previsto e saber quanto se quer gastar em flores.

Com quanto tempo de antecedência se deve começar a tratar da escolha das flores?

– Com 6 meses a 1 ano de antecedência. Deste modo desenvolvesse uma relação de confiança, neste caso comigo, que vai aliviando situações de mais stress.

 

E aqui ficam dois exemplos de ramos diferentes com as mesmas flores, para que percebam que com as mesmas flores podem ser feitos vários tipos de bouquets, que podem ser totalmente opostos…

pjimage
pjimage (1)

Agradecimentos:

Flores:
Flow

Fotografia :
love is my favorite color 

Partilhas 1K

3 thoughts on “E as flores? Num casamento não pode faltar Flores!

  1. Boa noite Andreia, gostei das dicas, adorei o bouquet mas eu prefiro de uma só cor, Mas os gostos não se discutem, ainda bem, será a noiva mais linda de todos os tempos, está a chegar o grande dia! Linda, bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *