Um novo ano lectivo – sonhos, desafios e uma nova oportunidade…

Categories Livro Aberto

190A7312

Estamos prestes a começar um novo ano lectivo e o mês de Outubro representa para muitos alunos uma oportunidade de continuarem a sonhar com um futuro…e para outros, aqueles que recorrem à prova para os mais de 23 anos, representa uma nova oportunidade na vida, de serem quem querem ser, de abrirem novas portas e seguirem novos caminhos, na procura de um futuro melhor e mais sorridente. Há ainda aqueles que vêm a entrada para a Universidade, depois de alguns anos de estudos suspensos e de estarem no mercado de trabalho,  como um desafio, onde podem evoluir, aprender coisas novas e serem melhores. Seja qual for a razão é valida e vale a pena. Decidi ir ao encontro de novos alunos, no Welcome Desk, da UAL (Universidade Autónoma de Lisboa) e perceber como estão a viver esta nova fase.


A Madalena Gamito é uma jovem inspiradora, tem 19 anos, saiu do secundário e entrou na Universidade com o objectivo de ser feliz fazendo o que mais gosta: comunicar. O percurso não tem sido fácil – como a Margarida, a mãe da Madalena fez questão de dizer – mas a força de vontade não a deixa desistir. Aqui ficam alguns excertos da conversa que tivemos. “Uma nova fase. Tem tudo para ser bom…é um sonho que se está a tornar realidade” – foi assim que me respondeu quando lhe perguntei o que sentia.

Andreia – Porquê a UAL?

M.G. – Para além de ser perto de casa, tenho amigos que andaram aqui e recomendaram a Universidade. A maioria arranjou emprego facilmente e é isso que procuro, uma universidade que me dê as aptidões necessárias para envergar no mercado profissional.

Neste momento a mãe (Madalena) que já manifestava a emoção aproximou-se e eu não pude deixar de lhe perguntar o porquê de estar de lágrimas nos olhos.

Margarida – Estou muito contente que ela tenha seguido o ensino superior e que esteja numa área que  realmente gosta, que é a comunicação. Foi muito complicado, a Madalena teve e tem problemas de saúde… foi perdendo faculdades a nível neurológico, internamentos sucessivos, cirurgia. É uma pequena grande conquista. A Madalena é uma miúda muito especial, muito forte. É muito especial vir com a minha filha e vê-la inscrever-se numa universidade como a UAL, num curso que a vai fazer feliz e numa universidade de renome como esta.

M.G – Estou muito feliz e as minhas limitações não são quem eu sou, são apenas um desafio.

E foi com esta frase que seguiu, com um sorriso de orelha a orelha. Naquele momento a Madalena provou a quem a ouvia e prova, agora, a quem a lê que quando queremos algo e nos esforçamos…é possível. Na maioria das vezes as limitações somos nós que as criamos.

190A7390


A Marta é uma mulher de 27 anos que apesar de já ter a sua vida organizada e ser mãe de dois filhos, decidiu retomar os estudos na área na qual já trabalha: gestão. A Marta é o testemunho vivo que estamos sempre a tempo de  aprender mais e que nunca é tarde para perseguirmos os nossos sonhos. Fica o testemunho da Marta, uma mulher de garra.

Marta Simões – 27 anos (aluna de gestão)

A.R. – Olá Marta, porque decidiste voltar a estudar nesta altura da tua vida?

M.S. – Ao fim de 11 anos senti que me me faltava qualquer coisa, mais conhecimentos. Já trabalho na área de gestão mas sinto que posso aprender mais e tornar-me numa melhor profissional, é uma forma de me valorizar. Nunca é tarde…

A.R. – Como foi preparares-te para este início?

M.S. – Foi intenso. Estava extremamente nervosa e queria muito entrar. Quando recebi o e-mail a dizer que tinha sido aceite foi um peso que me tiraram das costas. Depois de 11 anos sem estudar, voltar é especial, em primeiro lugar por mim e porque também quero inspirar os meus filhos e lutarem sempre pelo que querem.

A.R. – E agora vem um desafio maior…

M.S – Vai ser difícil porque tenho dois filhos, um com 7 anos e outro com 2 anos, e um emprego…vai ser exigente, mas eu sei que serei capaz, são 3 anos que vão passar depressa e com dedicação tudo se consegue. Sei que vai exigir muito de mim porque não quero falhar com nenhuma parte mas o sonho era maior e não podia desistir assim, acho que não nos devemos achar super mulheres, se falharmos paciência, acontece, mas o meu objectivo será sempre superar-me. É uma novo oportunidade que a vida me deu e eu tinha de a agarrar.

190A7345

Outros testemunhos:

“O conhecimento que adquiri ao tirar o curso de gestão, na Autónoma, permitiu-me avançar para o meu próprio negócio.” – Tiago, 33 anos

“É dos desafios mais gratificante que te podem, ou que te podes, proporcionar. Se estudares algo que tem muito interesse para ti , estudar torna-se um hobby” – Sara, 31 anos, finalista da licenciatura em Ciências da Comunicação.

Universidade Autónoma de Lisboa

Partilhas 15

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *